Pra terminar 2017 e começar 2018

Tirei uns dias pra descascar e vou me desligar um pouco das coisas, inclusive das redes sociais, como este Facebook. É justo e necessário. Mas não iria sem antes desejar a todos os amigos um Feliz Natal. Para o ano que vem, pra um 2018 melhor, insisto no mesmo que desejei pra este ano: generosidade e eficiência. São atributos imprescindíveis e indissociáveis pra fazer as coisas darem certo e serem melhores.
Eu sei disso. Tenho convicção.
É prudente, no entanto, avisar que se você for eficiente é possível que não lhe notem. Os que fazem mal feito acreditam que a eficiência é natural como a força da gravidade. Dor e suor alheios não costumam comover.
E se for generoso, os que não são, não raro consideram que é sua mera obrigação.
Eu sinceramente lamento a incompreensão e a forma diminuta que muitos ao redor enxergam atos de grandiosidade, mas navegar é preciso.
Os grandes que nos antecederam na história da civilização e na sociedade deste país devem ter se deparado com coisas piores. Mesmo assim, nos trouxeram até aqui.
Portanto, à luta para avançarmos! É a nossa vez de fazer acontecer.
Que tenham todos – e se dediquem a oferecer também – um 2018 de generosidade e eficiência.
O futuro agradece.

Adalberto Piotto