De nós, os sensatos, contra eles, os truculentos

Error. Page cannot be displayed. Please contact your service provider for more details. (32)

Não é desconhecido de nós que as redes sociais se transformaram, pra citar uma definição do filósofo Roberto Romano, em “redes de ódio”. A selvageria é extensamente publicada por gente que agride à distância, sob o signo da covardia.

A distância com que fazem suas agressões permite que estes se escondam, além de que a tipificação de crimes cibernéticos ainda nos é de pouco domínio e curto alcance.

Mas diferente de tudo isso é quando um cidadão passa a ser atacado em frente à sua casa, fisicamente, porque com consequências muito palpáveis e imediatas.

O caso se trata de mero – não menos terrível e punível – crime de invasão, de atentado às liberdades, à democracia e à privacidade, sobejamente conhecido de todos.

Meu incondicional apoio e solidariedade ao Juca e aos outros, sob quaisquer pontos de vista, que estão sendo vitimados pela selvageria suprapartidária que atenta contra o Brasil.

Em tempo:
Juca me escreve por email acerca de meu post. Ao que ele diz:
 
“Diga-se que não sou contra o impeachment. Sou contra o impeachment sem crime grave. Pedalar todos pedalam ou pedalaram. Mas é possível que apareça um crime grave.Daí…
Em resumo: penso como o Marco Aurélio Mello.”
 
Minha resposta:
 
“Sem prejuízo de nossa discordância, porque considero pedalada algo grave – e puni-la hoje nos dá uma evidência de punição amanhã e, quem sabe, até com efeitos retroativos -, foi assim que pensei escrever. Farei o adendo.”
 
Adendo feito.