Sobre educação, apenas

– Você não fala bom dia?, pergunta até em tom ríspido, irônico.
A moça do caixa se defende.
– Mas eu respondi, senhora. Bom dia de novo! É que a senhora está com os fones do seu celular nos ouvidos.
Aparentemente desnorteada, foi então que a “conectada” tirou o fone de apenas um dos ouvidos e retrucou:
– Ãhh???
A moça do caixa, educada, insistiu:
– Bom dia!
Não teve mais resposta.

Os humanos são mais importantes que as músicas. E delicadeza, gentileza, educação, civilidade e generosidade são letras de muitas canções

(Publicado originalmente na minha página do Facebook em 1º de junho de 2015)